Deus se importa com cada detalhe da sua vida.

Ainda que pareça ser algo trivial e pequeno, Deus se importa!

Não se preocupe com nada, mas em tudo, por meio da oração e da súplica com ação de graça, que seus pedidos sejam conhecidos por Deus. Filipenses 4: 6

A atividade de Deus não se limita ao espetacular, a coisas de cair o queixo. Ele faz uma infinidade de coisas que nunca serão manchetes, nem aplaudidas. Algumas de suas ações – ouso dizer, alguns dos seus melhores trabalhos – são realizados nos dias mais comuns, nos lugares e caminhos mais comuns, com pessoas comuns. Como nós.

A tendência da humanidade é colocar Deus em nossa caixa teológica auto estabelecida, na qual esperamos que ele se encaixe confortavelmente, uma caixa que não permite o sobrenatural e o incrível. . . porque isso é muito grande. Mas às vezes, a caixa que escolhemos não tem espaço para que Ele trabalhe na rotina do dia a dia, por achar que isso é muito pequeno.

No entanto, uma caixa de Deus ainda é uma caixa de Deus, não importa onde você a posicione em sua fé. Limitar a nossa visão de Deus para o extraordinário, não é realmente diferente de limitar nossa visão de Deus nas coisas menores. Ele não existe apenas na estratosfera de uma necessidade extravagante. Sua habilidade percorre todas as coisas, mesmo a nossa rotina durante a semana, enquanto trabalhamos, jogamos, comemos e nos envolvemos em realidades comuns.

De modo algum essa compreensão o minimiza a uma fração trivial de quem Ele é. Realmente magnifica a natureza detalhada e atenciosa de Seu caráter. O mesmo Deus que dividiu o Mar Vermelho é o mesmo Deus que conhece a perda de um pardal solitário e caído e toma o tempo de contar os cabelos nas nossas cabeças (Mateus 10: 29-30).

Ele sabe quando Seus filhos estão em grave agonia, assim como Ele sabe e se importa quando simplesmente foi um daqueles dias ruins e longos. Nada escapa de sua atenção. Nada é tão pequeno que não mereça sua atenção. Ele se importa com tudo.

Ao destacar Sua atenção aos detalhes da nossa rotina, a Escritura neutraliza uma mentira que facilmente acreditamos – que Deus possa ter sido amoroso o suficiente para enviar Seu Filho para morrer por nós, cuidando de nossas coisas mais importantes, mas Ele não está muito interessado em cuidar de nossas pequenas coisas, nossas coisas diárias, nossas coisas muito pequenas.

Contudo, “aquele que não poupou o Seu próprio Filho, mas entregou-o por todos nós, como Ele também não nos dará com Ele todas as coisas?” (Romanos 8:32). Existe uma abrangência para a capacidade de Deus que cobre tudo o que nos interessa. “Ele perdoa toda a sua iniquidade; ele cura todas as suas doenças”(Salmo 103:3).

Ele convida “todos os que estão cansados ​​e sobre carregados” para experimentar o Seu descanso (Mateus 11:28). Ele diz que a sua benignidade “me seguirá todos os dias da minha vida” (Salmo 23: 6), e que se buscarmos o seu reino acima de todos os outros desejos, “todas essas coisas” serão dadas (Mateus 6:33) – provisão, comida e roupa, amor e abrigo, todas as necessidades.

Aquele que o está salvando do inferno, também está disposto e é capaz de salvar o que resta de seus nervos e sua semana de trabalho.

Porque, mesmo nas entre linhas das Escrituras, podemos rastrear o cuidado e preocupação nos detalhes, do nosso Deus, por tudo o que enfrentamos.

Mesmo isso.

A coisa mundana.

A coisa comum.

A coisa pequena.

O Senhor cumprirá o seu propósito para comigo! Teu amor, Senhor, permanece para sempre. Salmo 138: 8

Quais são as coisas que muitas vezes você não fala com Deus em oração, porque você acha que elas são muito insignificantes para citar? No dia de hoje, conte para Ele sobre cada uma dessas coisas e confie Nele!

 

Fonte: Priscilla Shirer– Traduzido por Cláudia Rezende


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *