Pais Helicópteros

Quando eu ouvi pela primeira vez o termo “pais helicópteros” no final dos anos 80, eu finalmente tive um nome para uma tendência alarmante e insalubre de muitos pais bem intencionados.

Pais helicópteros são pais super protetores que acreditam que amar seus filhos e  ser “bons” pais significa protegê-los de tudo,  certificando-se de que eles conseguem o que eles pensam que a criança deve ser capaz de realizar, independentemente do que a criança queira.

Ao não permitir que a criança lide com as consequências negativas e dolorosas das escolhas imaturas, estúpidas, irresponsáveis, pecaminosas e, às vezes, até ilegais, os pais helicóptero roubam seus filhos da oportunidade de aprender com seus erros. Anos depois de se formar na faculdade, muitos ainda dependem da mãe e do pai.

O que é especialmente trágico é que com as melhores intenções, os pais helicóptero acabam produzindo filhos dependentes que não sabem como tomar suas próprias decisões, cuidar de si mesmos ou lidar com situações difíceis. Eles não sabem como lidar com o fracasso, assumir a responsabilidade por seus erros e acabam culpando todos por seus problemas. Eles esperam que o mundo cuide deles porque eles são muito mais “especiais” do que outras pessoas.

Então, aqui estão 4 maneiras de evitar se tornar pais helicóptero:

  1. Ensine seus filhos a assumir a responsabilidade pessoal por suas escolhas.
  2. Deixe-os experimentar as conseqüências de suas escolhas.
  3. Ajude-os a entender que o fracasso pode ser um dos seus maiores professores.
  4. Deixe-os saber que eles têm o que é preciso para tomar suas próprias decisões.

As crianças precisam aprender que as escolhas têm consequências e que elas nem sempe poderão ser reparadas. Mamãe ou papai nem sempre estarão lá para pagar seus erros e resgatá-los.

Em II Coríntios 12: 9-10 nos dizem que “o poder é perfeito na fraqueza” e que, quando somos fracos, somos realmente fortes. Os pais saudáveis ​​entendem que, assim como Deus não é um pai helicóptero, podemos servir melhor nossos filhos, ensinando-lhes que os erros são uma ótima oportunidade para aprender lições inestimáveis, experimentar a presença de Deus e descobrir a provisão e o poder de Deus no processo de maturidade.

Fonte: http://www.imom.com/

Traduzido por Claudia Rezende


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *