Entrevista Do Presidente Da Hinode Para a Revista Você S/A

Segue na integra a entrevista do presidente da Hinode Sandro Rodrigues para a revista VOCÊ S/A.

Sandro Rodrigues, presidente da Hinode, conta como a crise ajudou a impulsionar a empresa

A empresa de vendas diretas fundada há quase 28 anos cresceu 143% só em agosto de 2016. Produtos mais baratos e um aumento na demanda de revendedores ajudaram o crescimento da companhia

 presidente sandro rodrigues
Para Sandro Rodrigues, da Hinode, a crise foi benéfica por dois motivos:
aumentou a procura por produtos e a demanda por revendedores da
empresa | Crédito: Divulgação
Embora tenha sido fundada em 1988, foi apenas recentemente que a empresa de vendas diretas de cosméticos Hinode se tornou conhecida pelo grande público. Impulsionada pelo modelo de marketing multinível, só no mês de agosto de 2016 a companhia cresceu 143% em relação ao mesmo período do ano anterior e chegou à marca de 1 bilhão de reais em volume de negócios acumulados.
Na edição de outubro da VOCÊ S/A você confere uma matéria contando quais são as vantagens e quais cuidados tomar ao optar pelo marketing multinível como alternativa para aumentar a renda.  Abaixo, você encontra uma entrevista com Sandro Rodrigues, presidente da Hinode.
VOCÊ S/A – A Hinode está no mercado há quase 28 anos, mas foi apenas recentemente que ela se tornou mais conhecida pelo grande público. Por que isso aconteceu?
Sandro: O nosso boom mesmo aconteceu em 2012, quando adotamos o sistema de marketing multinível e franquias. Isso gerou uma exposição maior da marca para consumidores e revendedores.
VOCÊ S/A – Por que vocês adotaram essa estratégia? O que mudou para a empresa?
Sandro: Entendemos que o modelo de venda direta precisava ser ampliado e que cada vez mais o consumidor comprava o produto pela conveniência, portanto, percebemos que precisávamos aumentar os nossos canais. Além da introdução do modelo de marketing de rede e o formato de franquias, também adotamos a venda on-line. Tudo isso sempre através dos consultores, sem mudar o espírito do negócio que é a venda direta.
VOCÊ S/A – Recentemente, vocês anunciaram que alcançaram 1 bilhão de reais em volume de negócios acumulados. Como conseguiram manter os resultados positivos mesmo em um período de recessão econômica?
Sandro: Este período para nós tem sido excelente por dois motivos. Com a crise, as pessoas ficam muito mais abertas a experimentarem marcas novas e que tenham preços mais atraentes, o que tem aumentado a procura pelos nossos produtos. O segundo motivo é que, devido ao cenário de aumento do desemprego, também há um interesse maior em alternativas para complementar a renda ou criar um plano B de carreira. A maioria das pessoas entra na Hinode para ter uma composição de renda e, ao longo do tempo com o desenvolvimento e crescimento da equipe de vendas, acaba deixando o mercado tradicional para se dedicar exclusivamente à venda direta.
VOCÊ S/A – Qual é o maior desafio da Hinode atualmente?
Sandro: Hoje nosso maior desafio é melhorar a nossa infraestrutura para atender a demanda dos nossos consultores, que cresceu bastante nos últimos anos. Estamos nos focando principalmente na expansão da nossa fábrica e investindo na construção da marca Hinode através de publicidade. Um exemplo disso é a ação que faremos na Sol Nascente, telenovela das seis da Rede Globo. A ideia é popularizar ainda mais a marca.
VOCÊ S/A – No mercado existem muitas empresas de cosméticos reconhecidas pelo grande público (Natura, Avon, por exemplo). Qual o diferencial da Hinode para continuar crescendo nesse segmento?
Sandro: Acho que o nosso maior diferencial é a relação que temos com os nossos revendedores. A Hinode nasceu na rua com meus pais e isso faz toda a diferença para entender o quanto a força de consultores externos é importante para a estratégia da empresa. O grande leque de companhias nesse segmento e o fato de os vendedores serem independentes faz com que eu precise motivar esse profissional ainda mais. Seja através de treinamentos ou incentivos, o representante precisa se sentir valorizado pela empresa.
FONTE: VOCÊ S/A

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *